g2h

level

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Perfume o que é

A força de um perfume depende, basicamente de concentração de matérias-primas ulitizadas em sua concepção. Do ponto de vista técnico, consiste na mistura de vários ingredientes voláteis dissolvidos em alcool, que se espalham no ar em temperaturas normais. Pela origem a palavra perfume aplica-se se somente ao tipo de composição que contém a mais alta proporção de extrato aromático com o menor teor de alcoól possível. As outras combinações quase sempre levam um pouco de água na fórmula. Essa concentração portanto é fator determinante na nomenclatura. É comum ouvir falar em fragâncias com forte - ou fraco - poder de fixação, ou seja que persistem - ou não - por várias horas. Mas o efeito não é merito de um agente fixador, como há quem acredite. Na verdade, a fixação se deve às notas de base - ou de fundo. Elas são ingredientes mais densos e persistem, capazes de atuar na composição de modo a proporcionar uma difusão mais lenta.


O perfume é uma mistura de óleos essenciais aromáticos, álcool e agua, utilizado para proporcionar um agradável e duradouro aroma a diferentes objetos, principalmente, ao corpo humano.

Os óleos essenciais são obtidos por destilação de flores, plantas e ervas, tais como a lavanda (alfazema), rosas, jasmim, sândalo, frutas cítricas, bergamota etc. O perfume de jasmim se obtem através de um processo chamado "enfleurage", que consiste em impregnar as substâncias aromáticas em cera e depois extrair o óleo com álcool. Também são utilizados compostos químicos aromáticos.




Os fixadores que aglutinam as diversas fragrâncias incluem bálsamos, âmbar cinzento e secreções glandulares de civetas e cervos almiscarados. Estas secreções sem diluir tem um odor desagradável, porém em solução alcoólica atuam como conservantes. Atualmente, estes animais estão protegidos em muitos países, por isso, os fabricantes utilizam almiscares sintéticos.

A quantidade de álcool depende do tipo de perfume que se quer obter. Normalmente, a mistura deixa-se envelhecer por um ano.

fonte: http://pt.wikipedia.org/

Definições, aromas, tempo de fixação na pele, momento adequado para o uso… várias são as condições para adequar o perfume a ser utilizado.

Os especialistas fazem uma comparação fácil de ser compreendida. Da mesma forma que se alimentar, não podemos ser “famintos” nem tão pouco deixar de comer. O uso do perfume segue a mesma linha de pensamento.

Marcando até a personalidade de quem usa, em muitas ocasiões reconhecemos pelo caminho que passamos uma essência e diretamente ligamos a uma pessoa determinada.

Veja a seguir algumas dicas:




- essências cítricas e menta – responsáveis pela primeira impressão, geralmente com duração de duas horas.

- essências florais e amadeiradas – com permanência de cerca de cinco horas.

- aromas fortes como baunilha e mel – ficam na pele por aproximadamente dez horas.

É a combinação destas essências que define a fragrância, ou seja, suas proporções formarão um perfume mais fraco ou mais forte. Vem daí a terminologia usada como “eau de parfum”, “eau de toilette”, “eau de cologne” e “splash”.

Ocasião ideal para o uso:

- Dia a dia ou trabalho – opções cítricas e refrescantes (como o banho que acabou de ser tomado). Água de colônia é ideal para trabalhar, pois não é nada agradável ter que passar o dia ao lado de pessoas as quais sentimos a presença a distância.

- Noite – perfumes amadeirados são mais fortes e sensuais.

- Momentos românticos – sugestão de um perfume floral.

Importante salientar que gosto e moda são fatores que também interferem na escolha do perfume.

Além disso, muitas pessoas podem usar o mesmo perfume e ter diferentes reações quanto a durabilidade na pele.

Perfumes também possuem prazo de validade, e assim como um bom vinho, devem ser bem armazenados.

O ideal é deixar em locais frescos sem luz solar e calor.

fonte: http://rosaclube.wordpress.com/2008/08/05/perfumes/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Google+ Followers

Google+ Badge